domingo, 8 de novembro de 2009

Lemmy Kilmister - The Belfast Telegraph

O icônico líder da banda MOTÖRHEAD, Lemmy Kilmister, conversou recentemente com o The Belfast Telegraph. Segue alguns trechinhos do papo:

Sobre viver a vida em ritmo acelerado e uma possível aposentadoria:
Kilmister: "Não consigo pensar em nada melhor para fazer. Você consegue? Eu não consigo ver a aposentadoria sendo melhor do que correr ao redor do mundo."

Sobre ficar na estrada por longos períodos de tempo:
Kilmister: "Turnês realmente cansam depois de um tempo. Mas toda turnê é boa, contanto que você não esteja aleijado!"

Sobre a pausa de cinco ou mais anos que algumas bandas levam entre um álbum e outro:
Kilmister: "Acho que a banda meio que morre quando completa três anos sem lançar nenhum álbum. Se eu vendesse tantos discos como o AC/DC, eu faria um álbum a cada seis meses!"

Sobre a influência do MOTÖRHEAD ser mencionada por todos, desde o Metallica ao Dave Grohl [FOO FIGHTERS]:
Kilmister: “É bom ser elogiado. Se fizemos alguém pegar um violão e fazer música, então não podemos ser tão ruins.”

Sobre ter resistido aos pedidos para se reunir com o guitarrista "Fast" Eddie Clarke e o baterista Phil "Philthy Animal" Taylor – a formação que gravou obras seminais do metal como "Overkill", "Bomber" e "Ace of Spades":
Kilmister: “Não seria justo com os dois [atual baterista Mikkey Dee e o guitarrista Phil Campbell]. Esses caras tocaram 'Ace of Spades' muito mais vezes do que Phil [Taylor] ou Eddie tocaram. Nós temos trabalhado muito nesta banda para colocá-la em espera enquanto eu vou brincar com os outros dois. Eu sou leal. Eu também fui leal ao Phil e ao Eddie, até eles terem deixado de ser leais comigo.”

Para ler a entrevista completa acesse o site do The Belfast Telegraph
Fonte: Blabbermouth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar do RODZ ONLINE. Não deixe de seguir. Sua visita e comentários mantem o blog vivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...