terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Dave Mustaine: "Junior é o meu baixista"


Jon Wiederhorn da Noisecreep conduziu uma entrevista com Dave Mustaine, onde falaram sobre a saída do baixista James Lomenzo e o retorno do baixista original, David Ellefson. Confira alguns trechos abaixo.
Noisecreep: Muitas pessoas achavam que o inferno congelaria antes que você pudesse tocar com Dave Ellefson novamente. Como tudo aconteceu afinal?

Mustaine: "Quando me tornei um Cristão, minha vida mudou de verdade. Ao contrário de muitas pessoas que se dizem cristãs mais são pseudo-cristãs, eu não sou o tipo de pessoa que sai por ai dizendo como você deve viver sua vida mas acaba vivendo uma vida dupla atrás de portas fechadas. Então quando fui perdoado vi que deveria perdoar. Tivemos aquele problema com o processo judicial, e perdoei Dave por aquilo tudo. Há vários anos atrás eu fui até Phoenix em uma viagem de negócios e perguntei se ele queria jantar comigo. Ele disse, 'Claro'. E nós fomos até o California Pizza Chicken, comemos e conversamos. Eu disse a ele, 'Eu ainda te amo'. E ele me disse, 'Eu também te amo'. Eu a partir daquele momento deixei tudo para trás, porque ele é como um irmão caçula para mim. Então eu vejo isso como uma oportunidade para fazer as coisas certas para o Dave e mostrar a ele que sou um bom líder e que somos uma ótima banda, e que devemos tocar juntos".

Noisecreep: O que te motivou a chamar ele de volta à banda?

Mustaine: "Nós estavamos na NAMM, e a Dean perguntou se poderiamos tocar, e eu nunca faço essas coisas. Então eu disse, 'Bem, vou pensar nisso', e então fui pra casa porque queria surpreender eles voltando lá mais tarde. Mas todos acharam que eu não iria tocar, então foram embora. Então quando eu disse 'Claro, vou tocar sim', eles ficaram perdidos dizendo 'Meu Deus, o que vamos fazer agora?' Então o tiro meio que saiu pela culatra.

Não conseguíamos achar o James nem o Chris, então ficamos procurando por um baixista. James finalmente apareceu mas meu técnico de guitarra tinha conversado com David Ellefson, e ele tinha concordado e que adoraria tocar conosco. Então aquilo abriu as portas. E já que estava olhando o David com respeito e admiração por tudo o que ele já tinha feito ao Megadeth e aos fãs, e ainda respeitava todo o seu talento, isso fez com que a decisão fosse mais fácil.

Alguns dias atrás perguntei se ele queria voltar. Eu sei que algumas pessoa irão dizer, 'Como que o Ellefson pode fazer isso?' Mas qualquer um que saiba que estou tentando mesmo mudar meu jeito de viver sabe que isso é outro passo para mim. E é um grande prazer ter um dos meus melhores amigos de volta."

Noisecreep: James Lomenzo estava para deixar o Megadeth quando você chamou o Ellefson de volta?

Mustaine: "James nos serviu fielmente no baixo e nos backing vocals por vários anos, então quando isso aconteceu foi muito dificil dizer a ele que o que iriamos fazer era a coisa certa para nós, porque me importo muito com o James. De um ponto de vista do mundo de negócios, Junior é o meu baixista. Sempre foi e sempre será. Todos que já tocaram baixo comigo foram como irmãos e amo todos, mas esse é o trabalho do David."

Mustaine: "James, além de ser super talentoso, é uma ótima pessoa e sei que o que ele fizer será ótimo. Ele já tocou com ótimos músicos - menos eu. Você olha o trabalho dele com Ozzy e Zakk Wylde, e o que ele fez com David Lee Roth e com o White Lion. Esses caras eram muito grandes antigamente. Então James tem uma carreira ilustre, e creio que você vão ver James muito em breve. E sendo honesto, se eu montar algum projeto paralelo no futuro quero poder ligar pro James e dizer 'Quer saber, cara? Preciso de um baixista foda e com um ótimo senso de humor para tocar comigo. Topa?' E espero que ele não diga, 'Vá se foder'".

A mensagem abaixo foi postada por Dave Mustaine no fórum do site oficial do MEGADETH:


Droogies!

Eu queria muito passar por aqui e agradecer o apoio de todos vocês em especial aqueles que já compraram os ingressos da tour do RIP que já estão esgotados em algumas cidades.

A fase dos ensaios já acabou e estamos no preparando para a pré produção na semana que vem, e depois vamos cair na estrada. Por favor enviem suas preces e pensamentos positivos para a gente, e se formos tocar na sua cidade eu espero mesmo ver vocês. Um grande obrigado para as cidades onde os ingressos já estão esgotados!

Só para que saibam, estamos tocando 10 músicas de nossa carreira além das 9 músicas do Rust In Peace.

Nós vamos tocar:

Set The World Afire
Wake Up Dead
In My Darkest Hour
Sweating Bullets
Skin O' My Teeth
Head Crusher
A Tout Le Monde
Symphony Of Destruction
Trust
Peace Sells, But Who's Buying?
(e o RIP todo)

Uma coisa bacana é que sabemos tocar muitas, muitas músicas, e esse é apenas o ponto de partida. Lembrem-se, David Ellefson sabe tudo da carreira do Megadeth, fora algumas músicas novas, Shawn sabe tocar todas e o Chris está aprendendo o mais rápido que pode. Num geral acho que temos 40 músicas que podemos tocar na tour do mês que vem.

Faremos a tour do Endgame depois disso, e tocaremos algumas músicas do RIP nos próximos anos. Nós já tocamos várias músicas do RIP; Holy Wars, Take No Prisoners, Tornado Of Souls, e Hangar 18. Vai ser ótimo ter outras adições no nosso setlist e também poder tocar de novo as músicas que mencionei terem sido adicionadas, potencialmente músicas do KIMB e do PSBWB.

fonte: Rust In Page

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar do RODZ ONLINE. Não deixe de seguir. Sua visita e comentários mantem o blog vivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...