quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Primal Fear


O grupo alemão Primal Fear foi formado em 1997 por músicos renomados na cena musical mundial, como Ralph Scheepers (ex-Gamma Ray), Mat Sinner (banda Sinner), Randy Black (ex-Annihilator), Stefan Leibing e Tom Naumann. Seus excelentes álbuns fizeram com que a banda alcançasse uma posição privilegiada na cena do metal mundial, o que rendeu a eles turnês grandiosas pelos quatro cantos do mundo.

O Primal Fear é frequentemente criticado por não ter personalidade, muitas vezes sendo chamados de clone do Judas Priest. Esse detalhe pode até ser aceito em alguns momentos, até pelo fato do estilo ser exatamente o mesmo e do vocalista Ralph Scheepers ser fã declarado de Judas (inclusive o mesmo esperava ser contratado quando Rob halford deixou o Judas em 1991) mas a verdade é que a banda possui um conjunto forte e entrosado, proporcionando grandes “performances” ao vivo.

Abaixo a discografia completa da banda, porém quem deseja dar apenas uma pincelada, recomendo os CDs "Nuclear Fire", "Black Sun", "Devil's Ground" e a coletânea "Metal Is Forever - The Very Best Of Primal Fear"

Discografia Completa:
Primal Fear (1998 - CD)
Jaws of Death (1999 - CD)
Nuclear Fire (2001 - CD)
Horroscope (2002 - Shape CD)
Black Sun (2002 - CD)
The History of Fear (2003 - 2DVD)
Devil's Ground (2004 - CD)
Seven Seals (2005 - CD)
Metal Is Forever - The Very Best Of Primal Fear (2006 - CD)
New Religion (2007 - CD)
16.6 (Before the Devil Knows You're Dead) (2009 - CD)



Tive a oportunidade de assistir o Primal Fear ao vivo na turnê de divulgação do album "Devil's Ground" , que aliás, foi a maior e a mais empolgante já realizada pela banda, já que o album é também o melhor da carreira dos caras. A "The Devil`s Ground World Tour 2004" , em terras tupiniquins teve shows na cidade de Catanduva no interior de São Paulo, Belo Horizonte, São Paulo, Santos, Rio de Janeiro, Curitiba, e no Bar Opinião em Porto Alegre.

Primal Fear - Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15/06/ 2004
Local: Canecão

O Primal Fear chegou ao Brasil escorado por um de seus melhores cd’s. A boa repercussão de “Devil’s Ground” na Europa e o alto nível dos shows já credenciavam esta turnê como imperdível. Mesmo chamados clones de Judas Priest, a verdade é que a banda formada por Mat Sinner no baixo, Tom Naumann e Stefan Leidibing nas guitarras, Ralph Scheepers no vocal e Randy Black na bateria, manda muito bem ao vivo, mostrando que tem identidade própria.


Esta segunda passagem pelo Brasil foi marcada pela escolha de um local mais agradável para o show, o Canecão, e por um público bem abaixo do esperado. Um dia antes do show (14 de junho), a banda concedeu uma tarde de autógrafos para cerca de 100 fãs na Hard and Heavy do Flamengo, aonde todos atenderam com bastante simpatia a todos os presentes, autografando cd’s, tirando fotos e esbanjando bom humor.

No dia seguinte, cerca de 700 pessoas compareceram ao Canecão para presenciar a segunda passagem da banda pelo Rio de Janeiro. Um público pequeno? Sim... mas não menos vibrante. Por volta das 21:45h, “Devil’s Ground” começou a soar pelos PAs. A banda entra de sola detonando “Angel In Black” e “Chainbreaker”.

Randy Black teve seu momento para fazer um solo curto. “Under the Spell” foi executada, junto com “Silver and Gold” e “Metal Is Forever” (que levaram ao público ao delírio). Neste momento Ralph, um excelente “frontman”, dá uma pausa para introduzir a banda, e deixa Mat Sinner por último. Matt pega o microfone e mostra que também sabe mexer com o público, introduzindo Ralph Scheepers. “Final Embrace” é executada e a banda sai do palco, deixando os fãs ansiosos para o primeiro bis.

Rapidamente o Primal Fear volta em ação com “Tears of Rage”, “Heart of hte Brave” e sai de novo, para um segundo bis, que começa com “Colony 13” e finaliza com “Fear”. A banda possui um dos melhores entrosamentos do metal atual, seja na hora de agitar, seja na precisão dos músicos. Apesar do público pequeno, quem foi curtiu muito.... e quem não foi perdeu uma boa chance de ver uma das melhores bandas do heavy metal contemporâneo em ação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar do RODZ ONLINE. Não deixe de seguir. Sua visita e comentários mantem o blog vivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...