domingo, 4 de julho de 2010

As 10 Mortes Mais Marcantes de 24 Horas


E chegou ao fim uma das melhores séries de drama/ação dos últimos tempos. A oitava temporada de 24 Horas, seriado de ação em tempo real estrelada por Kiefer Sutherland, foi vencedora do Emmy de Melhor Drama em 2006 e apesar de uma sexta temporada terrível, com críticas negativas e um longo hiato de 19 meses, em decorrência da greve de roteiristas de 2007-2008, conseguiu com a sétima e oitava temporadas dar um novo gás e melhorar novamente o nível da série, perdida no ano 6.

Quem ainda não conhece a série, basta ler o meu post detalhando tudo sobre 24 horas AQUI

Quando foi anunciado que o oitavo ano de Jack Bauer seria o último, muitos acharam que a temporada seria a mais fraca. E não é que veio a surpresa novamente... Apesar dos roteiristas já terem explorado todos os tipos de situações e conspirações dentro do universo de 24 horas, o dia 8 de Jack Bauer, dessa vez atuando em Nova York, conseguiu superar as expectativas e, apesar dos baixos índices de audiência, fez com que a série tivesse um desfecho de alto nível, no melhor estilo 24 horas.



Aliás, como explicar que uma série considerada tão boa, com um elenco novo e de alto nível a cada temporada e com custos de produção tão altos, não alcançou boa audiência em sua reta final e acabou cancelada? Na minha visão, a única explicação plausível é que os americanos deixaram de sentar no sofá e assistir a série no momento de sua exibição, optando posteriormente pelo download do arquivo em alta definição com a possibilidade de assistir ao episódio em um horário mais conveniente. Afinal de contas, 24 horas é uma das séries com o maior número de downloads na rede e sempre tinha alguém pra gravar em Full HD e jogar o episódio na net. Infelizmente isso não conta para os produtores, já que a fonte de renda com os patrocínios vem mesmo é da audiência atingida.

Depois de muita ação, conspirações governamentais, cenas de ação frenéticas e uma infinidade de mortes, algumas delas marcantes e inesquecíveis, como fã da série, decidi listar aqui no Rodz Online algumas mortes marcantes ocorridas em "24 Horas"



Teri Bauer (Leslie Hope)
Dia 1: 23h – 00h

A primeira temporada de 24 Horas revolucionou o mundo das séries com a ação em tempo real e chegou ao seu final com sucesso estrondoso. Mas foi justamente o último episódio que deixou evidente para o público que o seriado levaria para TV, situações nunca vistas anteriormente. Acostumados aos eternos finais clichês onde os heróis salvam as mocinhas e os bandidos acabam presso, os telespectadores levaram uma calça arriada quando Teri, esposa de Jack Bauer, termina o episódio morta em seus braços e estréia o primeiro counter silencioso.
Teri fora morta por Nina Myers no final do dia 1. Tudo parecia conspirar para um final feliz, mas Jack acabou se deparando com o corpo de sua mulher, amarrada e baleada numa das salas da Unidade Contra-Terrorismo CTU (UCT, ou CTU em inglês, Counter Terrorism Unit) na última cena da primeira temporada. Cena forte e inesquecível, do primeiro colapso de Jack, e que viria a influenciar as atitudes do personagem nas temporadas seguintes. A morte de Teri no primeiro ano ajudou a firmar o formato de uma das melhores séries de todos os tempos.



George Mason (Xander Berkeley)
Dia 2: 22h – 23h

Jack Bauer embarcou em um avião com destino ao deserto Mojave. A viagem é sem retorno pq a missão de Jack e despachar uma bomba nuclear. Depois de se despedir pelo rádio, de forma emocionante, de sua filha, Kim, o agente federal é surpreendido pela presença na aeronave do ex-diretor da CTU, George Mason. Durante uma missão da CTU, Mason tinha sido gravemente exposto a produtos radioativos e foi informado de que morreria em poucas horas. Depois de rever o filho e já com a saúde bastante debilitada, Mason convence Jack a pular de pára-quedas e deixa-lo concluir a missão suicida. Mason assume o controle do monomotor que carregava o dispositivo nuclear que não podia ser desarmado e joga o avião de bico no meio do Mojave. Morreu com honra.


Ryan Chappelle (Paul Schulze)
Dia 3: 6h – 7h

O momento mais dramático de toda a história de 24 Horas. O terrorista Stephen Saunders ameaçava liberar um mortal vírus chamado Cordilla, que mataria milhares de civis norte-americanos e faz como exigência a não liberação do vírus, a morte de Ryan Chappelle, um irritante diretor regional da Unidade de Contra-Terrorismo que rastreava com sucesso os passos de Saunders. Seu corpo deveria ser entregue até as sete da manhã.
O pedido fora feito com uma hora de antecedência, e num dos episódios mais tensos de toda a série, a CTU foi exigida ao extremo para conter a ameaça antes de atender a exigência terrorista. O presidente David Palmer se vê obrigado a aceitar exigência do vilão e quem precisa fazer o trabalho sujo é Jack Bauer. Em seus momentos finais, ajoelhado e chorando, Chappelle pede que Jack lhe entregue a arma para cometer suicídio mas o condenado não consegue. Sem outra alternativa e pedindo perdão pelo que iria fazer, Jack Bauer faz a execução do diretor com um tiro na nuca. Odiado pela maioria dos fãs, o personagem teve um fim irretocável.


Nina Myers (Sarah Clarke)
Dia 3: 2h - 3h

A patifeira foi amante de Jack Bauer e também a maior traidora da história da CTU.
Outrora parceira inquestionável de Jack, a vadia era agente dupla da unidade contra-terrorismo e assassinou Teri, esposa de Jack. Atuando como mercenária, foi presa, conseguiu escapar, ameaçou os Estados Unidos com uma bomba atômica, ganhou imunidade presidencial por seus crimes passados e futuros: em troca da localização da bomba atômica e traficou armas biológicas.
Mas a temida Nina Myers finalmente teve seu fim. Sem piedade, Jack Bauer encerrou os dias da vilã enquanto ela ameaçava assassinar Kim, filha de Jack. Embora fosse uma grande vilã, os fãs de 24 Horas vibraram com a sede de vingança de Jack.


David Palmer (Dennis Haysbert)
Dia 5: 7h – 8h)

O primeiro presidente negro dos EUA foi o alvo do primeiro grande atentado da série e teve sua vida ameaçada antes mesmo de ser confirmado como candidato do Partido Democrata. Durante seu mandato, Palmer quase passou dessa pra uma melhor após sofrer um envenenamento. Mas foi mesmo longe da segurança e conforto da Casa Branca que Palmer acabou batendo as botas pelas mãos de um atirador de elite que enfiou uma bala em sua garganta. Amigo pessoal de Jack Bauer, Palmer foi assassinado nos primeiros minutos da quinta temporada. A morte de David Palmer fazia parte de uma grande ação terrorista orquestrada pelo maquiavélico presidente americano, Charles Logan. Os fãs não gostaram do destino de Palmer...


Edgar Stiles (Louis Lombardi)
Dia 5: 18h – 19h

A quinta temporada foi a que teve mais mortes entre os personagens do elenco principal e Edgar Stiles, um dos analista da CTU também não sobreviveu pra contar a história do quinto dia. Tudo pq o terrorista Vladimir Bierko tinha liberado um gás nervoso chamado de Sentox dentro da Unidade de Contra-Terrorismo. Alguns agentes da CTU conseguiram correr para as salas que eram seladas, se protagendo da ameaça. Mas infelizmente Stiles ficou de fora da festa. Das paredes de vidro e isolados, Chloe O’Brian, Audrey Raines, Kim e Barry assistem ao desorientado Stiles encarando o pessoal dentro da sala, até o gás fazer efeito e derrubá-lo ao chão, pouco antes de dizer “Chloe”, sua última palavra. Jack Bauer alerta que eles não podem fazer nada. Chloe se aproxima do vidro enquanto as lágrimas escorrem pelo rosto da analista de inteligência sênior. Era o fim do simpático gordinho.


7. Michelle Dessler (Reiko Aylesworth)
Dia 5: 7h – 8h

A bela Michelle Dessler apareceu pela primeira vez na segunda temporada de 24 Horas como uma simples analista de sistemas da CTU. Ela aparenta ter uma boa relação com Tony Almeida, seu chefe. Amiga de Jack Bauer, Michelle ganhou destaque no terceiro ano quando aparece já casada com Tony Almeida. Dirigiu a unidade de Los Angeles da CTU, inclusive se tornando uma das diretoras nacionais posteriormente.

Michelle cantou pra subir logo no início do quinto ano, onde ela e Tony agora não trabalham mais na CTU. Os dois tem uma empresa de tecnologia, e tem uma reunião. Mas, ao ficar sabendo do assassinato de David Palmer, Michelle resolve voltar para a CTU para ajudar nas investigações. Ela se despede de Tony e pede que ele vá sozinho na reunião. Antes que ela consiga abrir o carro, uma bomba explode e leva Michelle Dessler pelos ares. Era o fim de mais uma personagem querida pelos fãs. Sua morte foi mais uma que não agradou.


Curtis Manning (Roger Cross)
Dia 6: 9h – 10h

O sexto ano não foi um dos melhores, mas a morte de Curtis Manning, um dos maiores parceiros de Jack, merece destaque. Isso pq o próprio Jack teve que matar Curtis para cumprir um acordo feito com um terrorista. A cena se tornou um dos momentos clássicos do seriado. Convencido de que deveria assassinar o terrorista Hamri Al-Assad, Curtis é impedido por Jack depois de ser alvejado quando partia de encontro ao terrorista. Depois de balear Curtis, Jack cai no chão e vomita enquanto uma explosão nuclear ao fundo toma conta da cena. Apesar do ano mediano, um grande momento da série.


Bill Buchanan (James Morrison)
Dia 7: 20h – 21h

Com a Casa Branca tomada por Juma, um ditador africano, e Allyson Taylor, a primeira presidente do sexo feminino feita de refém, o episódio começa com o obscuro vice-presidente dando uma negativa ao agente federal que queria invadir a Casa Branca para resgatar a Presidente Taylor. Juma executa um refém e obriga a presidente a dar uma declaração, via internet, assumindo atrocidades cometidas em seu país natal.
Mas Jack Bauer , que também era um dos reféns na Casa Branca, já tinha armado um plano. Jack planejava detonar cilindros de metano abertos dentro da sala em que estavam. Quando conta seu plano a Bill Buchanan, ex-chefe da UCT, Bill conta que Juma fez uma ligação para alguém do governo. Mesmo que Jack se sacrifique, ainda assim a ameaça irá continuar. Depois da conversa, Bill diz que Jack tem uma missão e tomando o lugar do amigo, detona os cilindros. Uma morte marcante e espetacular.



Renee Walker (Annie Wershing)
Dia 8: 8h - 9h

A agente federal Renee Walker já tinha trabalhado com Jack durante o sétimo dia, mas no desenrolar do dia 8, descobrimos que Jack e Renee tiveram um envolvimento amoroso. Depois de passar por maus bocados naquele mesmo dia, Jack já havia decidido retomar sua aposentadoria e deixar as coisas nas mãos da CTU. Ele leva Renee para seu apartamento e FINALMENTE dá uma bimbadinha. Mas como nada é fácil na vida de Jack Bauer, um sniper filho de uma puta no prédio em frente, atira em Renee. Jack ainda consegue desesperadamente levar Renee para o hospital, mas, apesar de todos os esforços… ela morre na última cena. A morte de Renee foi honrada com um counter silencioso no fim do episódio. Os fãs ficaram extremamente entristecidos e chocados com essa morte. Jack não consegue mesmo ter um final feliz.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar do RODZ ONLINE. Não deixe de seguir. Sua visita e comentários mantem o blog vivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...