quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Predadores


Quando Robert Rodriguez anunciou seu envolvimento no filme "Predadores" (Predators, 2010), a expectativa era que a nova edição do mitológico personagem daria um novo gás a franquia. De fato, em parte, as expectativas foram atendidas já que o novo filme está cheio de referências ao original de 1987 e até mesmo de cenas repetidas. Porém, como uma obra cinematográfica, o filme deixa a desejar nas atuações canastronas, no roteiro e nos clichês.

A história é a seguinte: um grupo formado por humanos barra pesada são jogados em outro planeta como caça dos Predadores e vão ter que se unir e lutar pela própria sobrevivência. Os caras não se conhecem e não sabem pq estão naquele lugar ou como foram parar ali. Todos são assassinos, verdadeiros predadores de nosso planeta.

A partir daí tudo é meio previsível, com clima de descobertas carregadas de suspense, revelações sobre o modos operandis dos Predadores e o grupo sendo dizimado aos poucos como em qualquer outro thriller de suspense que se preze onde há grupos de pessoas morrendo.

O protagonista e líder do grupo é Royce, interpretado por Adrien Brody (do filme O Pianista), que junto com a personagem da brasileira Alice Braga são os únicos q se salvam no meio de tantas atuações medíocres. Nem mesmo Laurence Fishburne (O Morpheus de Matrix) que interpreta um personagens estranho que sobrevive no planeta há um bom tempo escapa. Falta carisma.




Se compararmos com o Predador original, que aliás está lá no filme como um prisioneiro dos predadores mais novos, nos faz perceber a pouca exposição do predadores (que poderia ser muito maior, já que com quase uma hora de filme, nada de predador), e pouca criatividade na morte dos mesmos. As cenas de ação também são bastante superficiais. O clima de explosões e fugas fica meio perdido com o roteiro remendado.

Mas como um bom filme pipoca (simples diversão) para um público específico, o resultado final é divertido, já que, conforme eu já tinha mencionado, temos muitas referências ao filme original e a luta final é livremente inspirada no primeiro filme. Assistam sem muitas expectativas que poderão se divertir. Nota 6,5.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar do RODZ ONLINE. Não deixe de seguir. Sua visita e comentários mantem o blog vivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...