quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Busca Implacável 2 - Resenha


Não chega a ser crucial mas pra não ficar pontas soltas, pra quem não assistiu ao primeiro filme, que fez um sucesso retumbante e faturou 226 milhões de dólares mundialmente, aqui vai um resumo: O espião aposentado da CIA, Bryan Mills, interpretado pelo excelente Liam Neeson, tem que salvar a filha Kim (Maggie Grace) de um sequestro da máfia sexual em Paris, comandada por um grupo de albanêses. Necessário dizer que os sequestradores são surrados e que a missão é cumprida. Pois bem...

Produzido por Luc Besson e com roteiro de Robert Mark Kamen e do próprio Besson, nesse segundo longa ambientado em Istambul, capital da Turquia, Bryan Mills (que é uma mistura de James Bond e MacGyver) vai enfrentar a mesma facção criminosa do primeiro filme. Aí entra o fator vingança. Liderados por Murad Krasniqi (Rade Sherbedgia), que teve seu filho torturado e assassinado no primeiro longa, os criminosos querem se vingar do ex-espião e de sua família, incluindo a ex-esposa (a sempre bela, Famke Janssen) que passa por uma crise no atual casamento. Pretexto perfeito pra reconciliar o casal.

Dirigido por Oliver Megaton (Carga Explosiva 3), Busca Implacável 2 começa com Bryan Mills de volta aos Estados Unidos para tentar ficar próximo de sua filha e da ex-esposa Leonore. Durante uma viagem de trabalho em Istambul, Mills recebe a visita da filha Kim e de Leonore. A partir daí os criminosos entram em ação para se vingar de Mills e família e o que se vê são muitas cenas de ação, tiros, exageros e um um ritmo bem acelerado. Ingredientes suficientes pra que Busca Implacável 2, mesmo não tendo grandes novidades em relação ao seu antecessor, não seja exaustivo e cumpra bem sua função de bom entretenimento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar do RODZ ONLINE. Não deixe de seguir. Sua visita e comentários mantem o blog vivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...