sábado, 31 de março de 2012

Chapulin Colorado 2012

Quem é fã do icônico personagem Chapolim Colorado, criação do Sr Roberto Gómez Bolaños, vai vibrar com esse curta que é uma justa homenagem ao vermelinho, onde em um futuro não tão distante, o filho do herói assume o papel do herói escarlate e não deixa de fora o lendário bordão: "Não contavam com minha astúcia!"

Confiram:

sexta-feira, 23 de março de 2012

Nothing Compares 2 U


Hoje me deu vontade de ouvir “Nothing Compares 2 U”, clássico absoluto do ano de 1990. A baladinha além de ser uma daquelas músicas que gruda na sua cabeça, é mais um hino a um amor perdido e certamente marcou algum momento choroso na vida de muita gente. A canção ficou conhecida na voz da irlandesa, Sinéad O’Connor mas o pai da criança é o músico Prince, ou seja lá como ele se chama agora.

A música foi escrita e gravada por Prince em 1985 mas a versão do nanico não teve uma boa recepção e só foi conhecer o estrelato graças a interpretação de Sinéad O’Connor que incluiu a faixa no album “I Do Not Want What I Haven’t Got”. A gravação alcançou o topo das paradas musicais de todo o mundo e o album mordeu a primeira posição dos mais vendidos em vários países, arrebatando vários prêmios, entre eles, o de faixa destaque entre as 500 Maiores Canções de Todos os Tempos pela Rolling Stones, entre as 200 Maiores Faixas dos Anos 90, e também figurou entre as 100 Maiores Canções dos anos 90.

Pra coroar o sucesso, o video de “Nothing Compares 2 U” virou hit na MTV, ao capturar lindamente as paisagens Parisienses e muito mais que qualquer coisa, todo o sentimento expresso por Sinéad O’Connor  enquanto interpretava a composição. Não é de se estranhar que Sinéad O’Connor tenha sido a primeira artista mulher a vencer a categoria de Melhor Clipe no MTV Video Music Awards. Apesar de ter lançado vários trabalhos posteriores, Sinéad O’Connor jamais voltaria a alcançar o sucesso de seu primeiro e maior hit.

Ao longo dos anos, “Nothing Compares 2 U” ganhou diversas outras interpretações, entre as quais, posso destacar as versões produzidas por Dune e Stereophonics (que se aproximam mais da de O’Connor), All Angels, Ben Taylor (fazendo uma versão acústica, que depois da original, é uma das minhas favoritas), Me First and the Gimme Gimmes (com uma pegada surf music), Goapele (R&B com instrumental de Runaway, de Kanye West), e o próprio Prince. Na dúvida, prefira a versão de Sinéad O’Connor…


segunda-feira, 19 de março de 2012

30 Anos sem Randy Rhoads


Em 18 de março de 1982 a banda de Ozzy tocava no Civic Coliseum em Knoxville, Tennessee nos EUA, e dali iriam para Orlando, Florida, tocar no "Rock Super Bowl XIV" com as bandas Foreigner, Bryan Adams e UFO. Já no dia seguinte, a caminho de Orlando, passaram pela casa do motorista do ônibus, Andrew Aycock, que vivia em Leesbur, também na Florida, em Flying Baron Estares. O lugar consistia de três casas, um galpão para avião e uma pista de pouso, cujo dono era Jerry Calhoun.

Andrew Aycock precisava de umas peças sobressalentes e pensou em parar ali. Andrew tinha dirigido a noite toda desde Knoxville, e como era piloto de aviões, talvez para ser gentil, pegou o avião sem permissão e levou o tecladista Don Airey e o empresário Jat Duncan para dar umas voltas. O certificado médico de Andrew tinha expirado, portanto sua licença para voar não era válida. Perto das 9 horas, Andrew deixou os dois passageiros e convidou Randy Rhoads e Rachel Youngblood, que fazia as maquiagens, para dar umas voltas. O avião voava baixo e passava zunindo perto do estacionamento onde estava o ônibus, talvez para brincar com o pessoal.

Há pouco tempo o piloto havia passado por um divórcio sórdido. Acredita-se que quando a ex-esposa dele entrou no ônibus, ele vôou na direção do mesmo. Passaram três vezes. Na quarta, a asa esquerda do avião raspou no teto do ônibus, bateu num pinheiro e caiu na garagem de Jerry Calhoun explodindo e destruindo tudo. Ozzy Osbourne, Tommy Aldrige, Rudy Sarzo e Sharon Arden, que tinham acordado com o primeiro impacto, achavam que se tratava de um acidente na estrada. Wanda Aycock e Don Airey, atônitos, tinham testemunhado tudo. Ozzy ainda correu para prestar socorro. Ele entrou na casa e salvou um homem que estava em chamas, mas infelizmente Randy estava morto. O show em "Rock Super Bowl XIV" foi cancelado e os promotores devolveram os ingressos.

Randy Rhoads tinha uma passagem de sucesso pela banda de hard Rock, Quiet Riot e depois se tornou um dos mais prestigiados guitarrista que já passaram pela banda de Ozzy Osbourne. Randy morreu aos 25 anos de idade.




quarta-feira, 14 de março de 2012

Closer – Perto Demais


Apesar de ser um lançamento de 2004 e no Brasil, ter saido no ano seguinte, o filme ‘Closer – Perto Demais’, além de ter sido um grande sucesso, não deixa de trazer alguma lembrança ou na pior das hipóteses, faz com que o espectador se coloque em algumas das situações retratadas na tela. Só isso já seria motivo suficiente para dar uma atenção especial a essa trama focada nos relaciomentos. Mas além desse fato, achei interessante que algumas pessoas já tivessem me perguntado pq não havia escrito sobre o filme antes.

Sendo um filme que gosto bastante, não só pelas situações vivenciadas pelos protagonistas, colocadas de forma que nos levam, como o próprio título sugere, a darmos uma olhada mais de perto nas consequências das nossas escolhas dentro de um relacionamento, e até mesmo no resultado daquelas escolhas impensadas e que podem trazer resultados desastrosos pra relação, resolvi escrever essa resenha e avisar que o filme não é recomendado para pessoas que por algum motivo estejam passando por momentos de instabilidade emocional.


Falando nos protagonistas, vale mencionar as grandes atuações de Jude Law, Julia Roberts, Clive Owen e Natalie Portman sob a direção de Mike Nichols que sutilmente vai nos apresentando relacionamentos repletos de amor, tentações, erros e mentiras, além de levantar a questão de que a vida não é só começo, meio e fim mas um caminho assimétrico, com diversos altos e baixos, começos e fins, indas e vindas.

Closer já te faz grudar os olhos na tela desde a primeira cena, quando Natalie Portman, no papel da bela Alice Ayres, vem caminhando pela rua, ao som de ‘The Blower’s Daughter’, de Damien Rice, no melhor efeito slow motion. Sem querer estragar a história, pra quem ainda não assistiu, basta dizer que Closer é muito mais que um filme onde quatro pessoas transam, traem, mentem, se apaixonam, sofrem e amam mas trata basicamente das verdades e mentiras dos relacionamentos e ainda te prova que quando o assunto é AMOR, contrariando o pensador Aristóteles, uma afirmação pode sim ser verdadeira e falsa ao mesmo tempo.

Gostou do post? Então dá uma curtida no link do Rodz Online no facebook



Primeira Cena

sexta-feira, 2 de março de 2012

Metallica - Orion Music


O Metallica também resolveu fazer seu próprio festival e batizou o projeto de "Orion Music + More". A princípio serão duas datas em Atlantic City, New Jersey, em 23 e 24 de junho. O Metallica, obviamente, será o headliner dos dois dias do festival. Até aí nada de mais né? Pois é, mas o grande lance é que, depois de já ter apresentado o clássico "Master of Puppets" no Rock and Ring 2006, agora a banda vai tocar na íntegra o "Black Album" e também todas as faixas de "Ride The Lightning", em noites diferentes. Não foi divulgado em qual noite exatamente cada obra será executada, mas ingressos para as duas noites podem ser adquiridos no site oficial do Orion Music + More clicando em
http://www.orionmusicandmore.com/




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...