terça-feira, 11 de julho de 2017

Imigração e Alfândega nos Estados Unidos

Muita gente tem dúvida de como é o processo de imigração nos EUA, se existe mesmo o risco de não entrar nos EUA, o que pode ou não falar e fazer... Após passar por essa situação algumas vezes, vou tentar responder algumas dessas perguntas tão frequentes. 

Mesmo já tendo passado por uma entrevista rigorosa aqui no Brasil pra retirada do visto americano em seu passaporte, se prepare pra uma nova entrevista quando desembarcar nos EUA, tudo isso pq o governo norte americano vai buscar se certificar que você possui laços com o Brasil e não pretende ficar morando ilegalmente por lá. Sim, todos os estrangeiros passam pelo mesmo procedimento, incluindo europeus e asiáticos.

Mesmo que seja apenas uma escala e não o seu destino final, o processo de imigração é realizado logo na primeira cidade americana que você desembarca. Eu já fiz imigração em Nova York e Miami e os procedimentos são os mesmos. Saindo do avião, basta seguir o fluxo...obrigatoriamente todos irão passar pela imigração, mesmo os cidadãos americanos. Chegando no salão onde estão os guichês com os agentes de imigração, existe uma área para os cidadãos americanos (citizens) e outras para os estrangeiros (foreigners). Siga a orientação dos guardas de segurança pq dependendo do seu portão de desembarque, pode ser que seja uma fila única para estrangeiros ou várias filas menores em frente a cada guichê. 



É proibido utilizar o telefone celular nesta área. Falar, tirar fotos e filmar nem pensar, mas eu incluiria também jogar, ouvir músicas, assistir vídeos etc. Ou seja, procure manter o celular desligado. Mesmo que você esteja jogando, o que também é proibido, se a segurança cismar que você está fotografando ou filmando, pode lhe custar mais algumas horas pra conseguir entrar...sim, o processo todo é demorado. Mesmo depois de encarar um voo de 9 ou 10 horas de duração você vai ficar em pé numa fila cabulosa. A dica é relaxar. Eu já levei uma hora quando foi rápido e quase duas horas na ocasião mais demorada.  

Absolutamente nunca se altere e não levante a voz. Não vai adiantar nada reclamar da fila. Sim, você pode perder o próximo voo caso precise fazer uma conexão…eu já passei por isso...se estiver dentro do horário do seu voo seguinte, o que você pode fazer é se dirigir ao agente de segurança mais próximo da sua fila e com o papel de reserva fazer com que ele te coloque numa fila menor. Mas não conte com isso. Se ele te ignorar, simplesmente agradeça a atenção e retorne ao seu lugar na fila. Mesmo que você perca sua conexão, as próprias companhias aéreas, que já estão acostumadas com essa situação, te colocam no voo seguinte ao seu sem custos adicionais. O único inconveniente é que você vai ter que mofar no aeroporto mais algumas horas dependendo do horário do próximo voo.


Cuidado com o que você fala na fila, principalmente se estiver falando mal do processo de imigração americano pensando que eles não entendem português. Alguns agentes falam português e/ou espanhol, e isso pode complicar sua vida caso esteja falando demais. Nem preciso dizer que piadas ou usar palavras como “bomba” ou “armas” nesse momento são idiotices, certo? A menos que você queira ser deportado antes mesmo de sair do aeroporto…

Já tenha em mãos o seu passaporte com visto americano e os formulários 6059B (azul) preenchidos: um por família. Eu recomendo que você também já tenha em mãos um papel impresso com a reserva do seu hotel e a reserva da sua passagem de volta, caso o agente solicite, pois isso já facilita sua entrada. Caso não fale inglês e ninguém do seu grupo fale também, não se desespere. Todos os agentes sabem falar espanhol e muitos falam um português/portunhol. Eles vão entender tudo que você falar, pode acreditar… Normalmente os familiares podem passar juntos na entrevista. Empregadas e babás também costumam passar juntas, pois possuem vistos temporários atrelados ao da família, sendo considerados parte dela durante a entrevista. Amigos passam separados. Só famílias podem passar em grupos na entrevista.

formulário 6059B


Chegou a sua vez, você está de frente com o agente de imigração. E agora?
Antes de mais nada, mostre sua boa educação e cumprimente o agente na língua que preferir. A partir daí, só fale quando solicitado e só responda o que lhe for perguntado. Caso seja preciso traduzir alguma pergunta pra alguém do seu grupo que não fale inglês ( se estiver em grupo),  informe ao agente e tenha certeza que ele estará prestando atenção em cada palavra que você disser em português. Ele entende nossa lingua e estará observando toda a movimentação do grupo.

Normalmente o agente pede seu passaporte, verifica se você já deu entrada nos EUA anteriormente e começa perguntando qual o objetivo da sua viagem (“what’s the purpose of your trip?”) e quantos dias você vai ficar (“How many days will you stay is US?”). A partir daí ele pode fazer perguntas adicionais aleatórias, como por exemplo, onde você vai ficar enquanto estiver nos Estados Unidos (“Where will you stay?”). Fique tranquilo, esse procedimento é padrão. Caso você não entenda o que ele falou, basta dizer que não entendeu e peça para repetir. Dependendo do aeroporto, pode ser que o agente fale com você em espanhol ou portunhol. Se ele estiver falando em inglês e você não souber, fale que não sabe nada de inglês. Em hipótese nenhuma abra sua mala para pegar algum documento adicional, exceto se ele pedir.

Estando tudo certo, quando estiver satisfeito, o agente encerra as perguntas e solicita que você (e cada pessoa do seu grupo, individualmente) coloque os dedos da mão direita no leitor de impressões digitais e tira uma foto da sua face (sem óculos e sem chapéu). Ele carimba seu passaporte, grampeia parte do formulário I-94 no seu passaporte e te devolve o formulário 6059B (azul). Agradeça, deseje um bom dia e siga em frente.

Eu nunca passei por isso mas já conheci pessoas que passaram pela famigerada e temida “salinha” de imigração. Se por qualquer motivo o agente de imigração não ficar satisfeito com a entrevista, ou se ele interpretar que faltou algum documento necessário, você pode ser encaminhado para uma segunda entrevista mais reservada, na qual os agentes são mais ríspidos com os turistas, fazendo perguntas mais diretas e insistentes. Você vai precisar apresentar muito mais documentos: reservas de hotel, ingressos, mostrar o dinheiro que está carregando, etc… Eles farão uma pesquisa mais detalhada de você, irão levantar dados históricos e farão contato com o seu hotel, pra checar resevas etc…Se depois disso tudo o segundo agente não estiver satisfeito para autorizar sua entrada nos EUA, aí sim você será deportado. Tenho conhecidos que foram parar na salinha mas depois de mais uma hora de perguntas e investigações, foram autorizados a entrar. Ou seja, mesmo que você seja encaminhado para uma segunda entrevista, nem tudo está perdido. Fale sempre a verdade. Eles sabem quando as pessoas estão mentindo pela linguagem corporal. Mentir é praticamente carimbar o passaporte de volta. 

Caso você esteja viajando entre amigos, se alguém não for aprovado na imigração e for levado pra salinha, a melhor coisa a se fazer é já combinar com antecedência caso essa situação se torne real.
Marquem de se encontrar em algum ponto específico do aeroporto ou que farão contato via celular. Se vocês tiverem ainda um outro voo, você precisará fazer sua conexão e deixar seus amigos para pegarem o voo seguinte. Neste caso, já combinem esse cenário também e se comuniquem via celular horas depois no destino final.

Depois de aprovado pelo agente de imigração é hora de pegar suas malas. Mantenha o formulário 6059B em mãos. Pegue sua mala e caminhe para a saída. Existe ainda mais um ponto de checagem antes de entrar no salão do aeroporto: o Customs, que nada mais é que a alfândega. Eles verificam o que está nas malas das pessoas que estão entrando no país e vão pedir o formulário 6059B. Eles possivelmente vão perguntar para onde você vai e quanto está trazendo em dinheiro. Responda e aguarde as orientações. Ele pode te liberar para a saída (o saguão do aeroporto) ou te direcionar para a inspeção detalhada de malas. Eles escolhem aleatoriamente algumas pessoas para abrir as malas. O processo demora um pouco: caso você seja escolhido, vai perder de 30 minutos a 1 hora. Já passei por ambas as situações. 

Depois de todo esse processo você está livre para curtir na terra do Tio Sam!